21.4.16

Já ouviu falar? - Bullet Journal

Olá pessoal!

Enquanto eu ainda não consigo administrar meu tempo entre minhas atividades na internet para colocar esse blog em ordem - ou pelo menos na frequência de postagens que eu queria - vim mostrar o método que adotei para tentar começar a organizar a minha vida...

Já ouviu falar? - Bullet Journal


Bullet what?

Acho que muita gente deve estar se perguntando "O que é isso?" não é? Então vamos lá...

Resumidamente, o Bullet Journal é um método criado pelo americano Ryder Carroll, onde ele parte do princípio de que tudo que você precisa é de um caderno para fazer seu Rapid Logging -  o segredo do Bullet Journal: através de quatro componentes (tópicos, números de página, anotações curtas e símbolos) você consegue se organizar de forma rápida. Nessa era da informática e tecnologia, o Bullet Journal vai na contra mão, sendo um sistema analógico de organização, mas muito rápido e eficiente se usado corretamente.


Engraçado pensar que apesar de adorar tecnologias, nunca me entendi com aplicativos de organização no computador ou mesmo no celular, e quando vou utiliza-lo para me lembrar de algo, acabo recorrendo a velha função alarme... o que eu não é lá muito prático e funcional, né? Já tentei também usar agendas normais, dessas bonitinhas de papelaria, mas elas sempre acabavam abandonadas e ao final do ano vendo a maioria das páginas em branco, sempre me batia aquela sensação de dinheiro jogado fora...

Há uns tempos atrás, eu tinha descoberto o caderno de organização no blog Morando Sozinha da Fran Guarnieri. Mas comigo ele não foi prático na prática e acabei abandonando-o. O caderno que era pra ser da organização no fim virou um caderno de anotações mais desorganizado que organizado, cheio de anotações randômicas e papeis soltos... 

O único caderno que mantenho no momento é o de idéias para o blog. Tudo que quero fazer ou postar, uma idéia que acho legal, anoto nele. 

No final fiquei na mesma, me organizando com papeis de recadinhos e post-its colados aqui e ali... mas de um tempo pra cá comecei a sentir falta de organizar minhas anotações perdidas em um só lugar, e foi aí que cheguei no Bullet Journal. 

My Bullet Journal

Na verdade, tudo começou com a minha procura pelos planners, que estão na moda e são lindos, mas quando vi os preços... Encontrei várias meninas dando dicas de DIY e até disponibilizando freebies para imprimir o conteúdo pronto, mas vou ser bem sincera: a preguiça de imprimir mil folhas e acabar com a tinta da impressora - que não anda muito barata - me fizeram desistir rapidinho também.

Nem me lembro como exatamente cheguei no Bullet Journal, mas lembro que os primeiros vídeos que assisti sobre, foram o da Leticia Nakano do canal Inventário da Sobrevivência, o da Maria Lowen do blog Serotonina e o da Daniela Gandra do blog DG de Portugal. E de verdade, de todos que eu assisti em português - que não são muitos, pois realmente ainda não vi tanto material em português por aí  - esses três foram os que explicaram melhor o sistema.

Uma coisa que me conquistou no Bullet Journal foi a simplicidade do método: um caderno, uma caneta preta e o resto fica ao seu critério. Realmente, o método é bem simplório, mas nada impede que a gente torne ele uma coisa mais bonitinha, colorida e adaptada às nossas necessidades. 

Então para começar, fui atrás de um caderno pra chamar de meu. E encontrei o que queria na Daiso.

Comprinhas da Daiso

Paguei R$7,99 nesse caderninho com capinha, e acabei também levando esse washi tape - R$6,99. Não achei caderno quadriculado na Daiso, aliás, fica aqui a minha reclamação: nunca mais encontrei nem aqueles cadernos tipo escolar quadriculado, comprei dois pra estudar japonês e acho que os meus vão virar relíquias, porque ninguém nunca mais achou depois...

Mas enfim, caderno comprado, baratinho e fofinho, meu único trabalho foi pensar em como ia dividi-lo e organiza-lo. Então fui atrás de idéias no Pinterest e comecei a juntar em uma pasta todas as fotos, freebies e idéias que eu achasse legal e inspiradora. Nisso, descobri que o mundo dos organizadores é enorme e apaixonante... mas isso fica prum próximo post.  

Depois de tanta pesquisa, foi assim que ficou o meu Bullet Journal.

Bullet 1

Bullet 2

Bullet 3

Bullet 4

Bullet 5

Bullet 6

Bullet 7

Bullet 8

Bullet 9

Bullet 10

Bullet 11

Não reparem na bagunça da minha semana ali no meio... 

Minha organização de Index, Future Log e Meses não foge muito ao que é a idéia original do sistema do Bullet Journal. O resto, como decoração e a parte de livros, flmes, séries e doramas já é adaptação minha mesmo. Não coloquei metas/objetivos para o ano e outros blá-blá-blás, até porque comecei no mês de Abril, e na realidade nem me faz falta. Pelo menos, não senti necessidade ate agora.

Para decorar, estou usando umas ilustrações de uma agenda velha da Capricho que estava metade praticamente intacta... e aproveitei também o envelope que veio nela, só dando uma adaptada: fiz uma aba de papel mais grosso que serve para fixa-lo dentro da capa. 

Pockets

E esse outro envelope amarelo, me baseei em um DIY que achei no Pinterest e fiz com papel off-set colorido 110gr e deco tape. Na verdade, ele era um bolsinho/envelope para Filofax, que acabei adaptando pro tamanho do meu caderninho. (Aprox. 17cm x 9cm, ele é bem pequenininho mesmo!)

Outras coisinhas que uso:

Clipes
Post-its

Porque clipes e post-its nunca são demais... *aloka dos post-its ataca!* Também estou usando algumas deco tapes que não entraram na foto... O clipe de papel com fitinhas eu fiz baseada também em uma idéia que vi no Pinterest, só que usei três fitas para dar um volume. 

Canetas que uso: Achei meio desnecessário postar foto, mas caso queiram saber, uso uma Pigma Micron 0.5 da Sakura - adoro essa caneta; Uma Stabilo Point 88 0.4 preta junto com um conjuntinho de genéricas que eu já tinha; E uma caneta esferográfica de três cores da Daiso. Andei usando lápis de cor aquarelável no lugar de canetinha colorida também para dar uma corzinha. 

Ufa! Acho que está bom, não? 

Enfim, esse é o método que adotei para tentar me organizar. Até o momento até que está dando certo, vamos ver, né?  O bom do Bullet é que apesar de ser um método manual, ele é dinâmico e ainda te dá essa possibilidade de deixa-lo com a sua cara, construindo como você quiser e achar melhor.  

Se você achou interessante e quiser saber mais sobre, além das dicas que deixei linkadas no texto, tem esses outros posts de alguns blogs que me ajudaram também no processo de formular a idéia melhor: 

 Desancorando: http://bit.ly/1T0TtgK
 Paula Abrahao: http://bit.ly/1qEHuP2
 Através da Linha: http://bit.ly/1MJPp89
 Vida organizada: http://bit.ly/1r1qUtg

E o site do criador do sistema todo: 

 Ryder Carroll: http://bulletjournal.com - em inglês 

E você, como se organiza? 

5 comentários:

  1. Muito legal! Fiquei com vontade de fazer também já que, como você, não consigo usar nem o celular e nem a agenda... Vou pensar nisso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inu! ^_^
      Eu estou achando o método bem legal, e esse lance de ter que fazer seu próprio layout também acaba me incentivando no final das contas, se torna até divertido. :)
      Se você fizer que avisa, que eu vou querer ver! :D

      Excluir
  2. Hoe, Tathy-chan! Tudo bem? :)
    Eu fico feliz que você tenha se adaptado tão bem ao Bullet Journal! Aquela conta no Instagram que te passei foi útil?

    Eu me sinto super inspirada vendo aquela conta, mas confesso que não me adaptei bem ao esquema do Bullet Journal. Fui apresentada a esse sistema há uns dois anos por uma amiga, mas eu logo esquecia o jogo de símbolos e achava meio chato ficar consultando o tempo todo por conta do meu cérebro de passarinho... XD

    No final, optei pelo planner semanal, mas acabei montando o meu próprio no Tilifax (uma versão da Tilibra para o Filofax). Não é perfeito, mas me resolvo melhor vendo um panorama geral.

    Beijos~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karupin!

      Aquela conta do Instagram que você indicou ajudou nas inspirações sim! :D Aliás, pesquisei bastante coisa pelo Instagram, Pinterest, ou pelo Google mesmo... ajuda bastante fazer uma pesquisa e estudar melhor o método e algumas idéias antes de aplicar.

      Como comentei antes, o que me motiva no caso do Bullet, é ter que eu mesma montar minhas semanas, meus meses... acabo me achando melhor, mesmo que minhas anotações agora estejam em um único lugar e ainda pareçam confusas, esse método de símbolos (que eu já usava sem perceber, e que acabei adaptando alguns) me ajuda a focar no que tem que ser feito e no que já foi feito. :)

      Conheço o Tilifax! Acabei esbarrando com ele nas minhas pesquisas.. aliás, achei muita coisa legal nessas pesquisas. Eu cheguei a ter um Filofax genérico há muito tempo atrás.

      Beijinhos e Obrigada pela sua visita! ^_^

      Excluir
  3. Não consigo usar agenda, tentei o caderninho de organização abandonei em uma semana de uso (juro!) tentei planner feito por mim ( bendito seja as cartografias) abandonei também e agora vou tentar o Bullet. Acho é o melhor para mim. Mas sabe o que me deixa triste é morar em cidade pequena e não poder comprar na Daiso. O seu "Bujo" está lindo



















    0

    ResponderExcluir

Se você leu esse post até aqui, muito obrigada e espero que tenha gostado! Fique também a vontade se quiser deixar seu comentário, que terei o maior prazer em responde-lo.
Fico feliz com a sua visita. Obrigada e volte sempre! ^_^

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...